Carinho inspira carinho


Falar do meu pai é uma das tarefas mais fáceis, mas, ao mesmo tempo, mais difíceis.
Para quem não sabe, perdi meu pai aos 12 anos de idade, de uma forma bem brusca, sem aviso prévio, sem preparação alguma. Então, vocês podem imaginar que essa época, para mim, é uma das mais difíceis do ano. Porque além de ser o mês em que ele completa anos de falecimento (dia 11… sim, amanhã!), é também o mês em que se comemora o Dia dos Pais.

Apesar da dor, tento mentalizar só coisas boas nessa época. Na verdade, lembro dele t-o-d-o-s os dias. Mas em agosto, especialmente, é quando tenho que unir forças para lembrar de tudo que vivi ao seu lado, com carinho.

Falar que o meu pai foi o melhor que já existiu seria redundante e óbvio (afinal quase todo mundo acha isso do seu! Apesar de no caso dele ser realmente verdade rs). Foi com ele que dividi muitos momentos inesquecíveis (até sair na surdina para comprar um cachorro escondido da minha mãe! Rs) e aprendi muitas coisas… inclusive, meu gosto por Moda!

Meu pai era um cara extremamente vaidoso. Com cabelo e barba sempre aparados. Só andava alinhado (afinal, trabalhar de terno acaba tendo essas exigências implícitas, né?). E era ligado em tudo o que era tendência (seja de roupa, seja de design, seja de tecnologia).

Com ele eu ia ao shopping e ajudava a combinar a cor da gravata com a da camisa. Foi com ele que aprendi a “montar os looks mentalmente”, sempre pensando com o que ia usar a peça que estava comprando (sim, ele fazia isso! Só comprava o que realmente precisava e ainda deixava a roupa toda coordenada no guarda roupas!). Mas isso, claro… só fui perceber depois, anos mais velha, quando ele já tinha partido. Foi quando compreendi os seus ensinamentos, dos mais bobos aos mais “complexos”.

Eu poderia falar muitas outras coisas (só boas!) dele. Afinal, foram 12 anos de muita alegria e cumplicidade entre a gente. E é claro que sempre penso em tudo o que poderia ainda ter vivido ao lado dele, dos momentos que deixarei de ter, das alegrias que deixarei de viver ao seu lado.

Apesar de acreditar que o amor deva ser demonstrado todos os dias (a gente nunca sabe o dia de amanhã, não é?), acho que essa é a época perfeita para fazer isso, nesse dia tão especial.

Então, aproveite para compartilhar o carinho de quem te inspira: o seu pai. Já viram o meu avatar no Twitter e no Facebook? <3
Faça você também! Mude a foto do seu perfil nas redes sociais. Coloque uma foto dele ou de você com ele (como a minha).
Participe desse ato de carinho… pode fazer a maior diferença! :)

A Johnson&Johnson convida a gente a participar dessa ação tão legal no Dia dos Pais. Assista aos vídeos e saiba mais sobre a campanha “Carinho inspira carinho” aqui.

 

Compartilhe o seu carinho.
Declare o seu amor.
E, para quem puder, curta muito essa data especial ao lado do seu pai!

Grande beijo,
Narda

logo3

Depoimento pessoal e original Hi-Lo Blog
Ação patrocinada Johnson&Johnson

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *