Reencontrando a antiga “eu”

narda

Parece ser só um brincão, mas pra mim significa reencontrar com a Narda pré-maternidade.
Não que eu tenha deixado meu estilo de lado, mas é inegável o quanto ele muda quando nos tornamos mães.
A gente fica mais prática, se adapta à nova rotina. Na maioria das vezes, a camiseta vira camisa. O brincão vira uma argolinha minúscula. O salto, pra quem usa, vira uma sapatilha (pra mim, tênis… mas esse nunca saiu do pé).
A verdade é que a gente já muda tanta coisa, se transforma em tantos aspectos, que esse encontro com nós mesmas deveria ser mais frequente. Ou nunca deveria deixar de existir.
Tem que amamentar? Levanta a blusa! O bebê vai puxar o brinco ou o colar? E daí? O batom marcante vai borrar porque, em algum momento, ele vai passar a mão na sua boca? É só limpar. Comigo tem sido mais assim, depois de meses tentando me encontrar nessa nova Narda.
Agora ela já me é mais familiar. Ainda não é totalmente como antes, mas sei que nunca vai ser novamente.
Cada dia é um exercício pra conhecer e me reconhecer nessa nova “eu”.
Agora eu sei que, mesmo que eu coloque aquele mesmo brincão, será nesse novo corpo… de alma, escolhas e olhares diferentes de antes.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *