DIY: jaqueta jeans com patches bordados

Os patches, apliques bordados que podem ornamentar as mais variadas peças, voltaram de lá da virada das décadas de 80 e 90 pros dias de hoje. Há cerca de 2 anos que os desfiles de moda vem anunciando a volta dessa tendência e do ano passado pra cá, virou febre!

Já tinha visto várias blogueiras com um modelo customizado da marca Vida Bela (que você com certeza já deve ter visto por ai). Outro dia, passeando pela rua José Paulino aqui em São Paulo, esbarrei com uma opção mais em conta (mostrei lá no Snapchat! Me segue por lá: hiloblog) mas, ainda assim, achei a opção salgada pro meu gosto. A jaqueta chega a custar R$380 por ai! :O

Então resolvi fazer a minha em casa! A princípio eu ia customizar uma jaqueta jeans da Zara (que já apareceu por aqui nesse look). Mas, achei uma na Renner remarcada por R$69 que já vinha com alguns apliques e bottons. Achei que valia mais a pena pagar na peça e customizar, mesmo que o intuito fosse economizar fazendo uma casa. Jeans é uma coisa que eu uso MUITO, então nunca acho demais rs.

Preparei as dicas em forma de video para vocês verem como aplicar os patches bordados:

Fácil, né?
Os meus patches foram todos comprados na KWS Bordados (Rua Cavalheiro Basílio Jafet, 19 – continuação da Ladeira Porto Geral, esquina com a 25 de março) que vende SÓ isso! Gastei menos de R$25 reais em 19 termocolantes. Mas dá pra comprar online também, em vários lugares, como esse site.

Acho a tendência muito bacana para deixar o look mais despojado e divertido. Dá pra usar tanto em um look casual, como num look mais arrumado, deixando a peça para ser o toque fun da produção. Para não ter dúvidas de como usar, separei alguns looks para inspirar vocës a apostarem nesse visual:

Me contem aí o que acharam!
Usariam essa tendência?

DIY: jardim suspenso com caixote

Eu adoro flores. Acho que elas alegram o ambiente e há tempos que eu queria fazer um jardim na varanda. Depois de pesquisar algumas referências, finalmente coloquei essa idéia em prática e hoje mostro aqui pra vocês como ficou e dou algumas dicas de como fazer:

SAMSUNG CSC

1- O primeiro passo para fazer a jardineira é: escolher um caixote de madeira! É desses comuns mesmo de feira. Tenho certeza que você já deve ter encontrado algum pela rua. Eu tinha dois aqui guardados, mas optei por esse porque a base lateral era mais larga e também porque achei esse mais bonitinho rs.
2- No meu caso, decidi serrar o caixote ao meio. O espaço que tinha era pequeno (ao lado da porta da varanda). Mas, para quem tem bastante espaço para pendurar, é só colocar o caixote na horizontal e colocar as plantas “dentro” e em cima, se for o caso. Eu não quis colocar na parede lateral da minha sacada porque tenho atador de rede. Então, não queria ter que ter o trabalho de tirar e recolocar novamente as plantas na parede.
3- Para dar um acabamento na parte que foi serrada, usei uma lixa simples.

Uma dica importante é que, no meu caso, como serrei o caixote ao meio, tive que dar uma “reestruturada” no caixote. Na verdade, quem fez isso foi o marido rs. Ele colocou uma tira fina de madeira por trás, de uma ponta a outra, para dar apoio às laterais. Dá pra ver bem nas fotos 2 e 3. Na hora de pendurar, essa mesma tira foi a que deu sustentação ao parafuso na parede. Para quem não precisar serrar o caixote ou não quer ter esse trabalho, a dica é por aquelas garrinhas/ganchos atrás, tipo as que tem em molduras (assim), para ajudar na hora de pendurar na parede. Dá pra encontrar fácil em lojas de ferragens.

SAMSUNG CSC

4- De material, além da lixa, peguei dois pincéis (uma mais larguinho e outro fino), usei uma amostra de tinta gelo que tinha aqui em casa para dar uma neutralizada na cor original do caixote (mas acredito que não seja essencial, dependendo da cor que você vá pintar o seu). E comprei o menor potinho (112,5ml) de Coral Coralit Tradicional na cor amarela. Foi a primeira opção que eu vi na loja com um preço bom (por volta de 13 reais) que dizia ser específica para madeira, mas acredito que tenha outras. E se tiver luvas (daquelas tipo cirurgicas fininhas ou daquelas que se usa pra aplicar tinta no cabelo), também ajuda! E, claro, jornal para forrar o chão e evitar sujeira.
5- Com o pincel mais largo limpei o caixote, para tirar poeira e areia, e o mais fino usei para passar as tintas, pois achei que seria melhor para pintar cantos e detalhes. Com a tinta gelo, pintei todo o caixote (menos a parte de trás, que ia encostar na parede) de cima para baixo. Essa é uma dica importante, já que a tinta escorre!
6- Depois do caixote todo branquinho, espere secar bem a tinta antes de começar a pintar de fato.
7- Ao pintar na cor desejada, valem as mesmas dicas dos passos 5 e 6. Novamente, não pintei as costas do caixote (só frente, cantos e a parte de baixo, que ia apoiar os vasinhos). A tinta esmalte é bem “liguenta” e demora bastante para secar. Então, deixei o caixote deitado (costas não pintadas apoiada no chão, em cima do jornal) e esperei secar de um dia pro outro.

SAMSUNG CSC

Depois de seco, está pronto. Só preparar o local na parede e pendurar!
É bom também observar se o local que você vai por pega sol o dia inteiro ou não, para saber que tipo de plantaescolher. Minha varanda pega só o sol da manhã, então escolhi margaridas e violetas porque queria flores.
Os vasinhos eu comprei na Daiso, da Sé. Eles são próprios para plantas, tem o furinho embaixo para escorrer a água e tudo mais.

E é isso! Gostaram?
Se tiverem alguma dúvida, é só perguntar aqui nos comentários ;)

Beijos!

DIY: cobrindo o notebook com washitape

Não sou a pessoa mais prendada da vida e poucas são as vezes que me dedico a fazer algo artesanalmente. Mas a verdade é que a-do-ro descobrir tutoriais simples de DIY (Do It Yourself – Faça Você Mesmo). Vira e mexe navego pelo Pinterest e acho algumas dicas, como – por exemplo – usar criativamente as washi tapes, essas fitas adesivas decorativas.

washi tape_DIY_notebook01

Meu notebook era adesivado com a comunicação visual do blog (lembram que mostrei aqui?). Desde que mudei o layout, resolvi tirar o envelopamento já que não tinha mais nada a ver com o blog. Mas fiquei “mal acostumada” em deixa-lo com uma carinha mais alegre. Por isso, decidi cobri-lo novamente.

washi tape_DIY_notebook02

Para cobrir não tem mistério: você precisa da fita (quanto mais larguinha, melhor), estilete para fazer os arremates e tesoura de ponta fina para cortar os excessos da fita. Comprei a minha washi tape na última vez que fui na Daiso, da Sé, aqui em São Paulo. Escolhi uma estampa floral de fundo escuro. A que usei tem 30mm (3cm) de largura e custou R$ 6,90 o rolo de 5m. Ou seja, uma maneira super barata pra mudar a cara de alguma coisa em casa!

washi tape_DIY_notebook03

Comecei cobrindo com a fita bem rente à borda do notebook. Nas laterais fui deixando sobrar um pouquinho e depois ia cortando o excesso com a tesoura de ponta fina. Pra começar uma nova faixa, eu posicionei a fita lado a lado, bem juntinha uma da outra (não fiz sobreposição!). Quando terminei todas as faixas, passei o estilete na lateral do notebook pra tirar possíveis excessos da fita, que não tinham saído com a tesoura.

washi tape_DIY_notebook04

Também recortei a parte da fita que ficou em cima da marca do notebook. Como o símbolo acende (viram que mostrei lá instagram?), achei que ia ficar um arremate bacana.

E aí, já usaram as washi tapes em algo legal também?
O que acharam? :)