Brinquedos educacionais para bebês #MadeInChina

20170424_132414

Arrisquei a pedir vários brinquedinhos educacionais pro Tomás pelo Ali Express.
Vi o review de um vendedor, no qual o feedback era super positivo: produtos de qualidade e envio rapido (por aqui, demorou cerca de 40 dias pra chegar).
Os brinquedos são de madeira e com funcionalidades variadas. Tem de torção, encaixe. Comprei pião (US$ 0.77), chocalhos (US$ 1.66 cada) e até xilofone (US$ 4.52, o mais caro). Gastei 20 dólares no total já com frete.

Gostei muito e Tomás também!

Pra quem se interessar, o vendedor chama Art Palace e o link da loja é http://s.aliexpress.com/6BzaQzq2

6 meses de amamentação exclusiva

343B8468

Não gosto de comemorar nada antes do tempo, mas é um misto de felicidade e alívio perceber que conseguimos.

Amanhã serão 6 meses que nutro exclusivamente meu filho. Que sou a sua fonte de alimento. Que ele depende totalmente de mim, nesse sentido.

Ao mesmo tempo que passou rápido, por vezes achei que esse marco nunca fosse chegar. Pensei em desistir várias vezes. Foi difícil abdicar da minha individualidade. Entender que eu precisava me doar inteiramente a ele, não só fisicamente.

Realizei o “ser” mãe, verbo e sujeito da palavra, aos poucos, com o passar dos meses. Me redescobri mulher nesse papel. E por mais que eu reflita sobre esses 183 dias em que o tenho nos meus braços, não tenho palavras pra dizer o quão grata a Deus eu sou por essa experiência, por esse presente. 🙏👶💞

 

Sobre objeto de transição

20170406_114938

“O objeto de transição é bem comum na primeira infância e importante para o desenvolvimento emocional da criança. Pode ser qualquer coisa a que o bebê se apegue a partir do quarto mês de vida. Segundo o pediatra e psicanalista inglês Donald Winnicott, nos primeiros meses de vida, graças à atenção e aos cuidados maternos que recebe, o bebê imagina que ele e sua mãe são um ser único, a mesma pessoa. Mas, com a passagem dos meses, ele vai se dando conta de sua individualidade e percebe essa divisão. Mais que isso: descobre que a mãe nem sempre está presente para saciar suas necessidades e, por isso, acaba buscando em um objeto para essa fase de transição o apoio de que precisa, especialmente na hora de dormir”. (fonte: Revista Crescer).

Comentei com a pediatra do Tomás que achava o sono dele muito leve. Qualquer coisinha ele acorda e me procura (ou o meu peito rs). E ela sugeriu de, ao faze-lo dormir, colocar um paninho entre nós pra que depois continuasse ao lado dele quando eu saísse da cama.
Sábado fomos na Green escolher uma naninha maior (ele tem uma que é só um paninho, mas não rolou um apego sabe?). Mostrei pra ele duas opções e ele mesmo “escolheu”. Desde então, tenho colocado o monstrinho pra dormir com ele quando saio do seu lado, no inicio da noite. O mais curioso é que ja vi por diversas vezes, pela babá eletrônica, ele se assustar com algum barulho e, dormindo mesmo, se agarrar na naninha. Volta pro sono sozinho, sem acordar.
Tem dado super certo!💙

E o sono por aí, como está?

Página 2 de 19812345...1020...198